/ Retalhos de Inspiração: Janeiro 2014

sexta-feira, janeiro 31, 2014

Saudades de Portugal


Hoje a saudade bateu forte.
São tantas as lembranças:
dos lugares por onde passei,
das ladeiras, entre casarios, em que andei,
dos fados que tanto me encantaram.

Saudade das pequenas ruelas,
de casarios com lindos azulejos,
das varandas e seus varais coloridos,
das luminárias que coloriam as ruas.

Saudade do cais da ribeira,
das adegas e suas videiras.
Do pôr-do-sol nas águas no rio Douro,
dos ricos artesanatos e dos xales,
com lindos bordados coloridos.

Ah, que saudade dos vinhos,
degustados ao som de fados!
Melodias que doem n’alma,
quando a guitarra chora,
nos lamentos das canções.

Ah, que saudade das belezas
que tanto vi por lá!
Do amor que lá deixei,
dos beijos que dei,
dos abraços apertados
sempre tão sonhados!


Ah, quanta saudade!
Das tardes e da brisa do rio Douro,
das garças gorjeando ao amanhecer
e das revoadas no entardecer.


 

Das estradas por onde passei,
dos belos sombreiros que avistei.
Das cidades por onde andei,
das igrejas onde rezei, 
dos históricos mosteiros que visitei.

E o meu coração por lá ficou,
mas, um dia voltarei.
Ah, Portugal lindo,
com que tanto sonhei,
saudades… saudades...saudades!

Copyright © 2013 by Lys Carvalho
All rights reserved.

domingo, janeiro 05, 2014

A madrugada


Na madrugada, a chuva fina se faz presente.
A solidão, ao meu lado, está. 
A inquietude da noite faz-me revirar lençóis,
numa angústia de algo que não sei o quê...

Refugio meus pensamentos,
enroscada no travesseiro,
à espera de uma resposta,
para este vazio que acerca minh’alma.

O relógio, sobre a cabeceira, não para.
O tilintar das horas, minutos e segundos
angustia minhas noites insones.

Enfim, chega o amanhecer!
Mais uma noite que passa,
sem as respostas para as minhas incertezas.


Copyright © 2010 by Lys Carvalho
All rights reserved.

Verdade


 Na verdade, 
nada sou em teu coração que,
de tantos vazios, deixou de amar.
Queria eu poder sacudir
essa tua alma com beijos ardentes,
para provar que ainda sentes
o vibrar de uma paixão,
que de tão enlouquecida,
já não sabe o seu rumo.

Acorda, paixão! 
Eu espero por ti!

Copyright © 2012 by Lys Carvalho
All rights reserved.

sexta-feira, janeiro 03, 2014

Lamento




A noite chega de mansinho
e traz uma única certeza:
a solidão.

Nos meus versos, palavras tristes
recordam noites vazias,
onde a dor e a saudade são fortes.
Ah, esse soluço sufocado e lacerante...
No meu rosto, desce uma lágrima quente
de um pranto triste.

Copyright © 2010 by Lys Carvalho
All rights reserved.

Leveza



Na leveza do teu olhar,
encontro o sorriso que falta
para acariciar meu coração.

Copyright © 2013 by Lys Carvalho
All rights reserved.

Minha voz


 Ainda que minha voz cale com a morte,
meu coração continuará repetindo,
num grito desesperado de dor
sufocado na ansiedade da alma:
te amo!

Copyright © 2012 by Lys Carvalho
All rights reserved.