/ Retalhos de Inspiração: Abril 2012

segunda-feira, abril 30, 2012

Restos de mim


Fico triste,
quando o meu ser sente as dores
de um simples trocar de idéias.
Desencorajo-me da  vida,
diante do mais cruel sentimento,
que desencadeia em meu coração.

 A decepção faz de mim
 cascalhos de restos humanos,
 que se enterram vivos,
 na introspecção da alma.

 Arrasada, entrego-me à solidão.
 Choro minhas mágoas guardadas,
 (aquelas jamais ditas)
 e morro dentro de mim.
 Já não existe glamour no meu viver.
 As flores, que habitavam meu jardim,
 morreram.

Descrente do caminhar da vida,
entrego-me, e caminho na escuridão
de um passado...
...já perdido na memória úmida.
Numa perfeita simbiose,
a vida e eu.

Não vivi.
Simplesmente, passei.

Copyright © 2011 by Lys Carvalho
All rights reserved.

terça-feira, abril 24, 2012

Coração grita


Se existe saudade, a ternura está presente,
E nunca estamos solitários quando a dor chega.
Pessoas apaixonadas nunca envelhecem.
O coração bate forte e grita pela vida.

Copyright© 2011 by Lys Carvalho
All rights reserved.

Imensurável saudade


Deixaste em mim
A dor da solidão...
... e uma saudade imensurável.
Os sonhos acabaram-se um a um,
como as folhas outonais.
Passaram-se os meses, anos,
janeiros, fevereiros e marços,
primaveras, outonos e verões,
só quem ficou foi à saudade.



Copyright © 2011  by Lys Carvalho
All rights reserved
.

segunda-feira, abril 02, 2012

Vá embora, saudade.



Vá embora, saudade.

Ah, se a saudade fosse para bem longe,
só para deixar o coração calmo e sorrindo!
Ah, se a saudade não fosse tão doída,
talvez, quem sabe, ela pudesse ficar!

Mas, a saudade é forte demais,
machuca, maltrata e envelhece
a alma e o coração.

Vá embora, saudade, me deixe quieta,
a solidão já é boa companheira!

Copyright © 2011 by Lys Carvalho
All rights reserved.