/ Retalhos de Inspiração: Agosto 2008

terça-feira, agosto 26, 2008

Menina...Mulher



Tenho o coração em chamas...
Chegaste trazendo o sol,
para que eu pudesse
sentir teu calor.
Com meu corpo cansado
de uma longa vida...
Sinto-me jovem,
quando adormeço ao teu lado.
Gentil, carinhoso, exalando
o mesmo cheiro de outrora...
No aconchego da nossa cama,
sinto o sabor dos teus beijos,
o carinho das tuas mãos.
Me desnudas com teu olhar,
acaricias-me com tua boca
macia e quente...
Tratas-me como a uma menina,
mas me fazes sentir mulher...
Na volúpia dos teus gestos
aflora um desejo louco.
Amamos-nos como nos sonhoo...
E eu, me entrego nos teus braços,
como uma menina...mulher!

Copyright © 2008 By Lys Carvalho
All rights reserved


domingo, agosto 24, 2008

Batidas de um coração

Examinando o coração,
o doutor perguntou:
_por que batidas tão fortes?
Alguma decepção?
Eu respondi claramente:
_não! É o amor em alta tensão!
É assim que bate meu coração,
descompassado, acelerado
por essa louca paixão.
Que chegou desconfiada,
tornou-se aliada.
Paixão envolvente
que aos poucos se torna presente.
Hoje, não consigo viver
sem ao menos te dizer:
_És o meu grande querer!
Copyright © 2007 By Lys Carvalho
All rights reserved

Quantas vezes

Não sei quantas vezes
sozinha em meu quarto
murmurei teu nome...
talvez para que ouvisses
meu chamado de amor.
Quantas vezes,
solucei baixinho
com saudades de ti.
Ah! Quantas e quantas vezes
desejei teus beijos na madrugada,
estar em teus braços aconchegada...
Ah! Quantas vezes,
talvez nunca saibas,
rezei por ti.
Ah! Quantas vezes,
sonhei com o tocar do telefone,
com uma suave batida na porta,
uma surpresa...
Ah! Quantas vezes,
sonhei olhar dentro dos teus olhos,
passar minhas mãos em tua face,
cobri-la de beijos doces.
Ah! Quantas vezes,
desejei beijar tua boca
com uma ânsia de paixão contida,
sentir tuas mãos
afagar os meus cabelos.
Quantos desejos reprimidos,
sonhos sufocados,
quantas saudades sentidas.
Ainda nos resta tempo,
para juntos sonharmos?
Copyright © 2007 By Lys Carvalho
All rights reserved

Viagem

Dominas-me quando me abraças,
és sensual, carismático...
Delicado ao tocar no meu corpo,
romântico,
deliciosos lábios
que ao beijar minha boca
eterniza meu prazer.
Quando me amas,
viajo entre céus e estrelas...
Vejo o brilho do teu olhar,
entrego-me sem pressa,
para juntos sentirmos
o sabor do amor!
Copyright © 2005 By Lys Carvalho
All rights reserved

Vagar

Te dizer adeus
não apagou o fulgor
do meu olhar...
E sim,
a essência do meu ser.
Vagarei até que a vida finde,
um dia hei de te encontrar...!
Copyright © 2007 By Lys Carvalho
All rights reserved


Um novo amor

As cicatrizes se fazem,
a saudade também se vai...
Entre restos de uma vida
as lembranças se esvaziam.
Retorna a luz
que leva a outros caminhos,
dentre eles,
um novo amor!

Copyright © 2007 by Lys Carvalho
All rights reserved

domingo, agosto 17, 2008

Não vejo, não sinto...

Não vejo mais
a cor dos lírios do nosso amor.
Não sinto mais
o perfume que nos envolvia.
Não vejo mais
a estrela que nos guiava,
nem a lua que nos iluminava.
Não sinto mais
as batidas fortes do meu coração,
quando pensava em ti.
Hoje,
és um passado distante.
Copyright © 2007 by Lysette Carvalho
All rights reserved.

sábado, agosto 16, 2008

Certamente


Certamente,
parecia ouvir
o toque suave
dos teus passos.
Aos poucos, te aproximavas,
meu coração descompassado,
acelerava...
Fui abrindo os olhos
tentando te ver,
mas as suaves batidas
eram do relógio que,
ao lado da nossa cama,
vai marcando
cada minuto sem você...!!!

Copyright © 2007 By Lys Carvalho

All rights reserved.


Esperança


Parto com a angústia de não te ver.
Sonhos que foram se diluindo...
tempos de espera infinita.
Momentos de lembranças
se acercam do meu coração,
esperanças sem fim
de poder te abraçar...
Preces constantes,
para encontrar a paz!
Desenrola-se o manto da vida,
bem lá no infinito
uma luz,
É a Esperança!

Copyright © 2007 By Lys Carvalho

All rights reserved.


Desejos Contidos



Desejos contidos,
noites frias, vazias
e essa espera por você...
Sofrido coração,
de paixões ardentes
acalentadas pela solidão.
Solidão que dilacera,
Maltrata e rói.
Infinita dor de uma saudade,
momentos inesquecíveis
quando, juntos,
sonhávamos.

Copyright © 2007 By Lys Carvalho

All rights reserved.

Nosso Amor


Esse olhar dengoso, tímido,
esse sorriso maroto,
essa ansiedade louca,
essas mãos frias e trêmulas,
esse beijo doce, carinhoso...
essa vontade louca de extravazar
desejos, emoções,
sem nenhum preconceito,
com ardor,
com fulgor,
abortando lenta e levemente
todas as angústias,
desejos contidos...
Será assim
O nosso amor!

Copyright © 2007 By Lys Carvalho

All rights reserved.